Aposentados e pensionistas não receberão parcela extra do 13º salário

Anúncios

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou seja, os aposentados e pensionistas, receberam o benefício do 13º salário antecipadamente em 2020 por conta da pandemia do covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Por essa razão, o Governo Federal não vai disponibilizar a parcela extra no mês de dezembro.

Como se sabe, os pagamentos referentes ao 13º salário foram liberados no primeiro semestre, entre os meses de abril e junho de 2020.

Anúncios

Portanto, os pagamentos já foram feitos nas contas dos segurados do INSS.

A primeira parcela do décimo terceiro é paga, a princípio, nos meses de agosto e setembro, segundo a liberação feita pelo decreto presidencial.

No entanto, neste ano, ao contrário dos demais, o pagamento aconteceu entre os meses de abril e maio, de acordo com o calendário especifico que foi divulgado pelo INSS.

A segunda parcela, normalmente, paga no mês de novembro ou dezembro, foi paga em maio e junho.

Como mencionado, a antecipação esse ano aconteceu por conta da pandemia do novo coronavírus, regulamentada através da Medida Provisória 927, assinada pelo presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, no dia 22 de março.

A liberação dos recursos foi realizada com o objetivo de amenizar os impactos econômicos causados pela pandemia da covid-19.

Entretanto, agora no mês de dezembro, os segurados não contarão com a parcela extra, o que pode deixar os beneficiários do INSS desassistidos no último mês do ano.

Para que os segurados não ficassem desamparados, o Senado chegou até mesmo a analisar o Projeto de Lei número 3657/2020, que previa o 14º salário para aposentados e pensionistas.

Dessa maneira, essa seria uma alternativa com o intuito de socorrer os beneficiários, além de uma estratégia para injetar a economia brasileira que está bem complicada.

Contudo, até o presente momento, o texto não prosseguiu no Congresso e as chances são mínimas.

Compartilhe:

Posts Relacionados