Atrasados do INSS liberam R$ 1,3 bilhão para pagar pensionistas

Anúncios

Segurados do INSS passam a receber os valores referentes as suas indenizações.  Nesta semana, o Conselho da Justiça Federal (CJF) informou que está concedendo R$ 1,3 bilhão para que o INSS quite seus atrasados validados após a revisão administrativa. A previsão é de que cerca de 87 mil pessoas sejam contempladas.

Diante do contexto atual a pandemia do coronavírus, o número dos processos contra o INSS vem subindo de forma considerável. Muitas pessoas estão entrando com recursos judicial para terem direito ao pagamento de pensões, aposentadorias e demais abonos que não tiverem a análise validada.

Após o período máximo de cada benefício, o INSS fica sujeito a responder legalmente pelo atraso, pagando assim uma espécie de indenização. Segundo o balanço realizado pelo CJF, o mês de abriu teve mais de 132.000 processos, com mais de 159.000 beneficiários.

Justiça libera pagamento via INSS

Anúncios

Após a conclusão do processo, a justiça passa a conceder a Requisições de Pequeno Valor (RPVs). O procedimento nada mais é do que o pagamento do benefício sendo contabilizado em atraso por cada beneficiário.

Neste lote, foram gastos um total de R$ 1,28 bilhões referentes a processos previdenciários e assistenciais, com revisões de aposentadoria, auxílios-doença, pensão e demais benefícios, que geram em torno de 69.000 processos, contemplando cerca de 87.0000 beneficiários.

Cronograma de pagamento

Segundo o conselho, os depósitos estarão sendo feitos ao longo dos próximos dias através do TRF de cada região. Para fazer a consulta do andamento do processo e saber se foi ou não incluso na folha orçamentária, o cidadão precisa acessar o órgão responsável da sua região.

Compartilhe:

Posts Relacionados