É possível financiar carro sem entrada? Descubra aqui!

O sonho do carro novo chega para todos, e a dúvida sobre a possibilidade de financiar carro sem entrada costuma acompanhar.

Anúncios

Isso porque, é muito comum termos renda para pagar as parcelas, mas não termos os 20 ou 30% do valor total para dar na entrada. O que fazer nesse caso?

No material de hoje responderemos às principais dúvidas acerca deste assunto, de modo que ao final você conhecerá as principais condições para financiamento automotivo do mercado. Se é disso que precisa, continue por aqui!

Quais os custos para financiar um carro?

Antes de respondermos se é possível financiar carro sem entrada é importante falarmos sobre os custos comuns a este tipo de aquisição.

Isso porque, costumamos verificar a possibilidade de compra de acordo com a parcela, ou seja, se a parcela cabe no bolso, posso comprar, certo? Nem sempre!

Além dos valores das parcelas e da entrada em si, um financiamento de veículo costuma trazer consigo uma série de custos, tais quais:

Juros: todo financiamento tem juros, então, apenas dividir o valor do carro pelo número de parcelas pode te oferecer uma visão equivocada do seu potencial de pagamento.

Taxa de transferência: ao adquirir um veículo você deve passá-lo para o seu nome, e para isso existem algumas taxas do DETRAN.

Emplacamento: se você estiver adquirindo um carro zero, terá que fazer o emplacamento, que pode sair por aproximadamente R$ 180,00. Para veículos seminovos, se a placa for de outro estado ou no modelo antigo, também será preciso atualizar.

Entre outros custos que podem variar de acordo com a instituição financeira responsável pelo contrato.

Por isso, se você não tem o valor da entrada do financiamento, lembre-se que também deve ter algum dinheiro em caixa para arcar com esses custos adicionais.

Leia também: Financiamento de Veículos do Banco PAN – Valor Notícias.

É possível financiar carro sem entrada?

E, finalmente chegamos à nossa dúvida central, afinal de contas, é possível financiar carro sem entrada?

Sim, é possível financiar carro sem entrada, mas, essa é uma opção pouco convencional, visto que a maior parte das instituições financeiras solicita de 20 a 30% de entrada no ato da compra.

Em geral, conseguir esse tipo de contrato não é tão simples, visto que requer um grau a mais de confiança por parte do banco credor, que terá que financiar 100% do veículo.

Então, esse tipo de contrato pode ser oferecidos em alguns casos, como:

Cliente com bom histórico: score positivo, bom relacionamento com o banco, sem histórico de dívidas, com outros contratos no banco, etc.

Veículos de valores mais baixos: em geral, o financiamento sem entrada é oferecido para veículos de até R$ 50 mil, visto que o risco é menor do que em crédito para veículos mais caros.

Campanhas da credora: em alguns casos as credoras podem lançar campanhas de financiamento sem entrada de forma esporádica. Não é um anúncio tão comum, mas costuma ter como foco chamar a atenção de clientes. 

De todo modo, o que você precisa saber é que sim, é possível financiar carro sem entrada, mas, essa proposta é destinada a clientes com bom histórico e não é oferecida por todas as credoras.

++Veja como financiar um carro de forma simples e online (valornoticias.com).

Não consegui um financiamento sem entrada. O que fazer?

Conforme vimos anteriormente, financiar carro sem entrada não é uma possibilidade remota, embora seja difícil conseguir.

E, se você faz parte do grupo que tentou esse tipo de acordo e acabou com uma recusa, não se preocupe, pois ainda existe saída para você realizar o sonho do carro novo.

Veja a seguir 3 saídas para adquirir o seu carro, mesmo sem ter o valor da entrada em mãos:

1. Se possível, ofereça outro veículo como entrada 

Se você já tem outro veículo, vale tentar oferecê-lo como entrada para a concessionária.

Para isso, você pode utilizar um carro seminovo ou até mesmo uma moto, a depender do valor que necessita.

Essa opção é vantajosa para clientes que desejam comprar um carro apenas para pegar um modelo mais atual.

É importante dizer que esse tipo de acordo pode apresentar algumas desvantagens, pois as concessionárias costumam avaliar o carro por valores abaixo do mercado.

Mas, se você tem o carro dos sonhos em vista e não faz questão de conseguir valorização máxima do seu veículo antigo, esta pode ser uma ótima maneira de facilitar as coisas.

2. Pesquise possibilidades de empréstimo para o valor da entrada

Em alguns casos é possível conseguir o valor da entrada do seu financiamento por meio de um empréstimo.

Por exemplo, suponhamos que você deseja adquirir um veículo de R$ 70 mil e o valor da entrada é de R$ 20 mil. Caso você tenha um bom perfil de crédito é possível conseguir um empréstimo pessoal para obter esse valor.

Mas, para isso é importante que você tenha em mente que o valor da parcela do financiamento deverá ser somado ao valor da parcela do empréstimo, já que você terá essas duas responsabilidades financeiras para arcar.

Dependendo da proposta do banco do empréstimo, as parcelas podem caber no bolso, tornando viável a aquisição do veículo novo.

Então, se você não conseguiu financiar carro sem entrada, vale consultar essa opção.

3. Procure outras instituições financeiras 

Por vezes, a sua proposta para financiar carro sem entrada foi recusada apenas porque você não tem relacionamento suficiente com o banco credor.

Como explicamos anteriormente, este tipo de contrato costuma ser liberado a clientes com um grau maior de relacionamento, o que oferece mais garantias ao banco.

Por isso, caso a sua proposta tenha sido negada, faça uma simulação com o seu banco do dia a dia, pois as chances são maiores.

Lembre-se de avaliar o mercado como um todo, pois nem sempre o primeiro contato é o mais vantajoso ou a única opção possível.

Vale a pena financiar carro sem entrada?

Por fim, depois de termos sanado as principais dúvidas sobre financiar carro sem entrada, resta apenas uma: afinal de contas, esse tipo de proposta vale a pena?

É importante destacar que os juros para este tipo de contrato costumam ser maiores, já que os riscos para a credora também são.

Além disso, é fundamental que você verifique o valor das parcelas e o prazo de pagamento, pois podem acabar pesando no seu bolso.

Lembre-se que para o banco a entrada funciona como um tipo de garantia, então, fazer um financiamento sem entrada pode ser mais arriscado, por isso, os prazos costumam ser mais curtos e as parcelas menores.

Então, para decidir se vale a pena financiar carro sem entrada é crucial que você avalie a proposta cuidadosamente, a fim de localizar os juros cobrados e as condições de pagamento.

De todo modo, para quem não dispõe do valor da entrada, essa opção de financiamento pode ser uma excelente saída, quando realizada com responsabilidade!

Isso pode te interessar: Consórcio ou financiamento: o que vale mais a pena? – Valor Notícias.

Trends