Auxílio emergencial negado: Justiça disponibiliza mutirão para contestação da situação

Anúncios

O auxílio emergencial 2021 continua ativo para milhares de trabalhadores informais, desempregados a autônomos. Segundo o Governo Federal, a renovação do programa visa atender 45 milhões de pessoas em 2021. Então, quem teve o auxílio emergencial negado e ficou fora do benefício tem a chance de participar de um mutirão de conciliação.

Esse mutirão proposto pelo Tribunal Regional Federal da 2ª região (TRF-2), que engloba os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Isso porque, o volume de reclamações envolvendo a recusa do pagamento do benefício já chegou a mais de 8.000, o que mostra que o Ministério da Economia vem negado pedidos recorrentes.

Anúncios

A intermediações das ações com a Advocacia Geral da União (GU) é realizada pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos da 2ª Região, sob o comando do TRF-2. Só com a renovação do auxílio de 2021, já houveram 559 solicitações referentes a recusa do auxílio emergencial.

Como recorrer em caso de auxílio emergencial negado?

Por meio da Justiça Federal do Rio de Janeiro é possível dar entrada no requerimento do auxílio emergencial negado. Tudo é realizado de modo simples, sem sair de casa.

Veja:

  • Acesse o site da Justiça Federal do Rio de Janeiro;
  • Clique em “atendimento online”;
  • Em seguida “quero iniciar um processo sem advogado”;
  • Marque “fazer meu cadastro”;
  • Na tela de “conta de usuário”, informe todos os campos e para finalizar clique em “fazer meu cadastro”;
  • Abra o seu e-mail e clique no link enviado;
  • Cadastre a sua senha e clique em “quero iniciar um processo sem advogado”;
  • Escolha o tipo de processo que seria “atendimento auxílio emergencial covid-19”;
  • Responda as perguntas cuidadosamente;
  • Faça o envio dos documentos pedidos no sistema;
  • Finalize clicando em “salvar”.

Agora é só acessar sempre o site da Justiça Federal para ficar a par do seu processo.

Compartilhe:

Posts Relacionados