Novembro Azul – O mês da conscientização da saúde do homem

Anúncios

Estamos nos encaminhando para o final de novembro, mas ainda dá tempo de falar sobre um dos assuntos mais comentados do penúltimo mês do ano: o Novembro Azul.

Essa campanha – que segue os moldes da sua antecessora, a campanha do Outubro Rosa – é alvo de diversas ações ao longo do mês de novembro e é sobre ela que vamos falar!

No conteúdo de hoje, vamos falar um pouco mais sobre essa campanha e qual a sua importância para a saúde do homem.

Anúncios

Para facilitar a sua leitura, esse conteúdo será dividido em tópicos, e abordará os seguintes tópicos:

  • O que é o Novembro Azul?
  • Os principais objetivos da ação de Novembro Azul
  • A resistência dos homens em relação ao exame
  • O histórico da campanha de Novembro Azul no Brasil
  • Conclusão

O que é o Novembro Azul?

O Novembro Azul é uma campanha voltada para a saúde masculina e visa o combate ao câncer de próstata, promovendo a conscientização da importância da realização de exames periódicos para um diagnóstico precoce.

Essa campanha consiste na realização de diversos tipos de eventos – debates, palestras, campanhas publicitárias e distribuição de conteúdos informativos – com o objetivo de ajudar a conscientizar toda a população dos perigos da doença e da importância dos exames e de um diagnóstico precoce.

A campanha é uma excelente forma de propagar essa ideia, já que o câncer de próstata é, atualmente, o principal tipo de tumor em homens com 50 anos ou mais. 

Além disso, os exames periódicos se fazem necessários devido ao fato de que, em geral, o câncer de próstata tende a ser uma doença silenciosa e lenta. 

Geralmente, quando o paciente começa a sentir os sintomas causados pelo tumor, a doença já está em um estágio mais avançado, tornando o tratamento mais difícil.

Qual a origem da campanha de Novembro Azul?

Com origem na Austrália, o início do movimento que originou o Novembro Azul como conhecemos hoje foi pensado por um grupo de amigos para chamar a atenção para o tema “saúde masculina”. 

Eles escolheram o mês de novembro de 2003 para iniciarem o movimento de um jeito meio curioso: eles passaram todo o mês deixando o bigode crescer – mais tarde, o bigode se tornou um dos principais símbolos da campanha. 

Essa ação deu origem ao Movember Foundation – uma junção das palavras “moustache” (bigode) e “november” (novembro). 

Eles não imaginavam, mas naquele ano eles deram início a uma das maiores e mais populares campanhas mundiais de conscientização sobre uma doença – ficando atrás apenas da campanha de Outubro Rosa. 

A escolha do penúltimo mês do ano também não foi por acaso. 

Outro fato que contribuiu para a escolha do mês é o dia 17 de novembro, data em que se celebra o Dia Mundial de combate ao Câncer de Próstata.

Os principais objetivos da ação de Novembro Azul

Como mencionado anteriormente, o principal foco da campanha é conscientizar o maior número de homens possível sobre a importância da realização de exames e do diagnóstico precoce. 

Diferente do câncer de mama – que a paciente consegue realizar em casa um autoexame em busca de nódulos ou caroços suspeitos, o exame de próstata só pode ser realizado por um médico responsável.

A resistência dos homens em relação ao exame

Durante todos esses anos em que a campanha acontece, a principal barreira encontrada pelas instituições responsáveis é a resistência que grande parte dos homens ainda possuem em relação ao exame de próstata. 

Graças a desinformação e, na maioria dos casos, ao preconceito, faz com que milhões de homens que já estão na faixa etária aconselhável para realizar o exame – a partir dos 45 anos – se recusem a realizar o exame, que consiste em um toque retal realizado de maneira rápida pelo médico responsável.

É preciso ter em mente que, assim como tantas outras doenças, o ideal é que o câncer de próstata também deva ser descoberto o mais rápido possível. 

Dessa forma, o paciente terá mais chances de receber o tratamento adequado para o seu caso e, consequentemente, mais chances de se curar.

O que ajuda a dar esperança é que, mesmo com a resistência de uma parte da população masculina, as campanhas de Novembro Azul tem se mostrado efetiva na sua missão de alertar os homens sobre os perigos da doença. 

Os números de pacientes que buscam realizar o exame têm crescido a cada ano, tornando a campanha um sucesso, de modo geral.

O histórico da campanha de Novembro Azul no Brasil

Por ter tido a origem no outro lado do mundo, era de se esperar que o movimento demorasse para chegar até o Brasil, mas não foi bem assim.

A campanha – ainda sob o nome de Movember – chegou ao Brasil em 2008. 

O Instituto Lado a Lado pela Vida, juntamente com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) foram os grandes responsáveis pela chegada do movimento aqui. 

Não demorou muito e o Brasil adaptou a campanha para o Novembro Azul que conhecemos hoje.

Como mencionado anteriormente, a resistência dos homens quanto a realização do exame ainda é muito presente. 

E aqui no Brasil, apesar desse tabu estar sendo quebrado aos poucos, ainda será necessário muito trabalho para que todos os homens com 45 anos ou mais deixem o preconceito de lado e realizem o exame periodicamente.

Esse tipo de comportamento entre os homens só mostra o quanto essa campanha é necessária para que ocorra a desconstrução desse tipo de pensamento. Até porque, o exame de próstata é apenas um dos cuidados que o homem deve ter em relação a sua saúde.

Conclusão

Apesar do foco principal no câncer de próstata, a campanha de Novembro Azul serviu para levantar um debate muito importante: a saúde do homem em geral.

Isso porque ainda existe uma parcela dessa população que ainda não dá a atenção necessária para a sua saúde, e isso é bastante preocupante. 

Por isso, é necessário lembrar que os cuidados com a saúde – seja física ou mental vão muito além do Novembro Azul ou Outubro Rosa.

Esse é um cuidado que deve se estender ao longo do ano todo.
Gostou desse conteúdo? Então aproveite para ler também 5 passos para conseguir um empréstimo pessoal

Compartilhe:

Posts Relacionados