Quem mora sozinho pode receber Bolsa Família?

Após a notícia sobre a transição do programa Auxílio, muitas pessoas tem dúvidas se quem mora sozinho pode receber Bolsa Família.

Anúncios


Quem mora sozinho pode receber Bolsa Família?
Reprodução: Canva

Umas das promessas do novo Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva era o retorno do Bolsa Família, programa que mudou de nome para Auxílio Brasil na gestão do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro. 

A mudança ainda não ocorreu no mês de janeiro, pois não deu tempo de alinhar algumas mudanças, uma vez que a gestão concentrou seus esforços em manter o valor de R$600,00.

No entanto, a transição pode ocorrer nos próximos dias e tem gerado algumas dúvidas entre os beneficiários. 

Uma delas é se quem mora sozinho pode receber Bolsa Família. Um dos motivos dessas dúvidas é que haverá um pente fino no programa, e um dos alvos da apuração são as famílias unipessoais, ou seja, com apenas um membro.

O Governo quer ter certeza de que apenas pessoas que se enquadrem nas regras recebam o benefício e deseja diminuir as fraudes nos próximos dias.

Leia o texto e saiba mais! 

O que será abordado neste texto?

  • Quem mora sozinho pode receber Bolsa Família?
  • Principais mudanças no programa;
  • Qual o valor do Bolsa Família para quem mora sozinho?
  • Quem não tem filhos tem direito ao Auxílio Brasil?
  • Como me inscrever no Bolsa Família?
  • Conclusão.

Quem mora sozinho pode receber Bolsa Família?

O número de cidadãos de baixa renda morando sozinhos aumentou relativamente entre setembro de 2021 e agosto de 2022, os dados foram revelados por um levantamento do governo Lula e ascendeu suspeitas de fraudes. 

Por isso, o ministro do Desenvolvimento Social informou que fará um pente fino nos cadastros das famílias do CadÚnico, em especial, as unipessoais. 

Ainda por conta dessas notícias, surgiram dúvidas se quem mora sozinho pode receber o Bolsa Família

Afinal, pode?

Sim. Famílias unipessoais também têm direito ao benefício. Entretanto, eles precisam se enquadrar nas regras e estar com os dados atualizados no CadÚnico.


Principais mudanças no programa

Desde quando demonstrou interesse publicamente em restabelecer o Bolsa Família, Lula também destacou o intuito de rever algumas regras.

Entre elas, exigir como critério de pagamento do benefício a apresentação da carteira de vacinação atualizada e também comprovante de matrícula escolar, no caso das famílias com crianças.

No entanto, essas documentações já eram requeridas em muitas regiões do Brasil, principalmente no nordeste.

Além disso, o programa ainda apresenta outras mudanças, como, por exemplo:

  • Valor adicional de R$150,00 para famílias com crianças de 0 a 6 anos;
  • Tornar o valor de R$600,00 vigente;
  • Famílias com até duas crianças com idade entre 0 e 6 anos receberão R$150,00 de adicional por cada criança.
  • Acompanhamento de mães que amamentam.

Qual o valor do Bolsa Família para quem mora sozinho?

Com a transição do programa Auxílio Brasil para o Bolsa Família, o valor de R$600,00 se tornará permanente. 

Isso significa que nenhuma família pode receber um valor menor que o de R$600,00.

O que faz uma pessoa receber um valor maior é o fato de ter filhos, portanto, como estamos falando de uma pessoa que mora sozinho, não tem como ele receber um maior.

Concluindo, o valor do Bolsa Família para quem mora sozinho é de R$600,00.


Quem não tem filho tem direito ao Auxílio Brasil?

Sim. No entanto, a pessoa precisa atender às regras do programa, em que as principais são:

  • Estar Inscrito no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade social;
  • Famílias em situação de extrema pobreza com renda familiar per capita de no máximo R$105,00.
  • Famílias em situação de pobreza e com renda familiar per capita entre R$105,01 até 210,00.

Como me inscrever no Bolsa Família?

A transição de programa ainda não aconteceu, no entanto, os interessados em participar do programa já podem se inscrever, pois a transferência entre os programas será realizada automaticamente. 

Portanto, procure o CRAS da sua cidade e se inscreva no CadÚnico. Além do Auxílio Brasil, você pode ter direito a outros benefícios, como tarifa Social de Energia e Vale-Gás.

Entre os principais documentos necessários para se cadastrar, encontramos:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Comprovante de endereço;
  • Carteira de Trabalho.

No caso de famílias com mais membros, a lista de documentos é maior, pois é indispensável levar os documentos de cada membro. 

Na teoria, o prazo de aprovação pode ocorrer entre 1 a 3 meses, contudo, ele pode se estender dependendo da demanda da região.

Quando se trata de pessoas que moram sozinhas, o prazo de aprovação pode demorar ainda mais. 

A expectativa é que a fila de espera também seja zerada na transição do programa, sendo assim, vá quanto antes fazer sua inscrição para ser aprovado com a próxima turma.  


Conclusão

Então, gostou de descobrir se quem mora sozinho pode receber Bolsa Família? 

Apesar de os olhares serem mais rigorosos para esse grupo, por enquanto, eles podem receber, desde que se enquadrem nas regras.

Mesmo após o pente fino que será realizado pelo governo, famílias unilaterais continuam tendo acesso ao benefício.

No entanto, aquelas que apresentarem qualquer tipo de irregularidade com o programa, ou seja, não estiverem conforme as regras, terão o benefício bloqueado ou negado.

Por isso, certifique-se de que se enquadra nas regras e vá até o CRAS se inscrever. 

Existem outros artigos em nosso blog relacionados a esse benefício e outros benefícios sociais.

Não deixe de acompanhar as nossas notícias para manter-se atualizado. 

Você sabia que pode usar o Pix para movimentar seu Bolsa Família no aplicativo do Caixa Tem? 

Leia o texto e descubra como fazer um Pix 

Trends