Black Friday: cuidados para não cair em golpes

Anúncios

A Black Friday chegou ao Brasil em 2010, e desde então, caiu no gosto dos brasileiros e todos os anos os consumidores criam grandes expectativas para esse dia, que sempre acontece na última sexta de novembro.

Este ano (2021), o evento ocorrerá no dia 26 de novembro, porém, muitos estabelecimentos estendem o período de promoções para a semana inteira, ou até mesmo o mês todo. 

No entanto, golpes na Black Friday são comuns e fazem com que muitas pessoas percam o tão suado dinheiro. Não é à toa que, por aqui, a campanha recebeu o apelido de “black fraude”.

Anúncios

Segundo a ClearSale, empresa especializada em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, as práticas de fraude devem crescer 52% na Black Friday de 2021, portanto, é importante tomar muito cuidado para o “barato” não sair caro. 

A seguir, mostramos algumas dicas indispensáveis para que você não caia em golpes no dia.

Neste post, você vai conferir:

  • 5 dicas para não cair em golpes na Black Friday
  • Caiu em golpe ou fraude na Black Friday? Saiba o que fazer

5 dicas para não cair em golpes na Black Friday

1. Se planeje 

Se você está pretendendo comprar determinado produto na Black Friday e aproveitar os descontos reais, comece já o seu planejamento. Pesquise os preços praticados ao longo do período e veja se há um aumento pouco antes da data. 

É muito comum que as lojas subam os preços alguns dias antes para oferecem um desconto grande e tornar a promoção irresistível no dia. Mas para os consumidores, no final das contas, os valores seriam ou menos se deixassem para comprar em outra ocasião. 

Utilize alguns sites e aplicativos que monitoram os preços dos produtos na internet. Através deles, é possível visualizar quando algum teve um aumento ou queda no valor de venda. 

2. Desconfie e redobre a atenção 

Sempre que se deparar com alguma promoção tentadora demais, não confie imediatamente. Verifique se não existem letras miúdas no site ou juros altos para parcelamento, por exemplo. 

Aproveite também para pesquisar sobre a loja na internet. Pois, em apenas alguns minutos é possível saber há quanto tempo ela existe, se os clientes estão satisfeitos, se a loja cumpre com prazos, etc. 

As redes sociais são ótimas aliadas na pesquisa. Procure pelos perfis das lojas e veja o que os comentários dos clientes dizem.

Também tome cuidado o golpe do boleto falso. Sites que imitam grandes lojas são muito comuns nessa época.

Se você não prestar atenção nessa parte, pode cair na cilada. Sempre verifique o banco e o beneficiário no boleto antes de efetuar o pagamento. 

Além dos boletos falsos, o envio de emails com ofertas enganosas e redirecionamentos para sites falsos. Sempre confira todas as informações e certifique-se que está navegando em sites oficiais. Com esses cuidados, fica mais difícil cair em golpe e perder o dinheiro em compras falsas. 

3. Tome cuidado com o parcelamento 

Fique de olho nas opções de parcelamento da loja. Existem casos em que a cobrança de juros é tão alta que o valor final não compensa — mesmo que a oferta pareça tentadora e real. 

E claro, por mais que o parcelamento pareça uma ótima ideia inicialmente, não deixe de avaliar se ele irá caber nas suas finanças, sem comprometer a sua capacidade de pagamento. O cartão de crédito é um ótimo recurso, mas também é um ótimo potencial vilão. 

4. Utilize um cartão virtual 

Vai fazer alguma compra via internet? Opte por utilizar o cartão virtual. Você pode ativá-lo diretamente no aplicativo do banco e, geralmente, o número só é válido por um determinado período de tempo. Expirando logo após e ficando inutilizável. 

Algumas instituições mantêm os dados do cartão virtual criado, mas permitem que você bloqueie e desbloqueie a qualquer momento. Ou seja, quando não estiver utilizando, você faz o procedimento para bloquear o recurso e deixando ele inutilizável até ser desbloqueado. 

5. Não compre por impulso 

Outra dica muito importante em relação à Black Friday e para qualquer época do ano: não compre por impulso. Nessa época do ano, especialmente, as chances de isso acontecer são maiores, já que os descontos oferecidos são mais generosos. 

Sempre avalie se você precisa comprar o item. É muito comum que pessoas se endividem simplesmente porque não queriam deixar de aproveitar algumas promoções. No final das contas, os preços baixos podem não compensar a dor de cabeça com a dívida dos produtos que você não precisava. 

Caiu em golpe ou fraude na Black Friday? 

Caso você tenha adquirido os produtos em uma loja física, o seu direito do arrependimento está garantido, podendo devolver as compras em até 7 dias da data da entrega do item. E neste caso, você pode exigir a troca do produto ou o valor do reembolso. 

Para compras feitas pela internet, você também tem até 7 dias corridos para se arrepender a partir da data de recebimento do pedido.

Dentro desse prazo, não é preciso apresentar nenhuma justificativa para devolver o produto e receber o valor de volta. 

Mas atenção: quem cuida desse processo é o cliente, não a operadora do cartão. Você deverá entrar em contato com o estabelecimento pedindo o cancelamento e o estorno da transação. Depois é só comunicar a operadora de cartão ou banco e aguardar o valor nas próximas faturas. 

Vale destacar que, em relação do direito de arrependimento em lojas físicas, existem entendimentos divergentes e cada caso será considerado verificando a política interna de cada estabelecimento. Caso você não entre em consenso com o fornecedor, busque o Procon da sua cidade para resolver a questão. 

Caso você tenha colocado seus dados pessoais em algum site falso, o ideal é que faça uma captura de tela e registre um boletim de ocorrência para garantir a sua defesa em caso de uso indevido do seu CPF ou outro documento.

E caso exista o envolvimento de dados bancários ou do cartão de crédito, além de seguir estas orientações, acione o banco para solicitar o cancelamento do cartão.

Pagou algum boleto falso?

O ideal é buscar ajuda de um escritório jurídico especializado para ser iniciada uma ação em face do fraudador. 

Com alguns cuidados como esses que trouxemos, fica mais fácil de não cair em golpes na Black Friday, especialmente quando as compras são realizadas pela internet.

Gostou do conteúdo?

Você utiliza ou já utilizou alguma dessa lista? Descobriu alguma outra alternativa que não conhecia? 

Aproveita para compartilhar o conteúdo para alertar as pessoas, além de mostrar como elas podem se proteger dos golpes financeiros nessa Black Friday.

Aproveite para ler também Ame digital: saiba o que é e como funciona.

Compartilhe:

Posts Relacionados