FGTS como garantia de empréstimo consignado

Anúncios

O FGTS foi criado pelo Governo Federal para dar ao trabalhador garantias e benefícios.  

Outro ponto, é que o Fundo de Garantia também pode ser usado em financiamento de imóveis, além da indenização para demissões sem justa causa. 

No entanto, o que poucas pessoas sabem é que o FGTS pode ser usado como garantia de empréstimo consignado. 

Anúncios

Nessa matéria, você vai saber tudo sobre como funciona, como pedir e quais são as instituições financeiras que oferecem essa modalidade. 

Como funciona o FGTS como garantia de empréstimo consignado? 

A princípio, para poder fazer um empréstimo consignado é preciso que a pessoa seja beneficiária do INSS, Funcionário Público ou Militar das Forças Armadas. Porém, ele também pode ser concedido para quem trabalha em empresas privadas que tenham convênios com instituições financeiras. 

Quem deseja fazer esse tipo de empréstimo consignado com garantia do FGTS, e trabalha em uma instituição privada precisa procurar o RH na empresa para se informar se possui algum tipo de convênio. 

No momento presente, a lei que regula o FGTS permite que o trabalhador use no máximo 10% do saldo total. 

Em suma, quanto maior for o saldo disponível do FGTS menores serão as taxas de juros. Logo, essa modalidade se torna bem vantajosa para o consumidor, garantindo uma boa economia. 

Por outro lado, caso o funcionário seja demitido sem justa causa, poderá usar até 100% do valor da multa rescisória para garantir o pagamento do empréstimo. 

Vale lembrar que, ao usar o FGTS como garantia de empréstimo consignado, o valor do saldo ficará congelado até a quitação total da dívida. 

Quais são as instituições financeiras que aceitam o FGTS como garantia? 

Sequencialmente, nem todos os bancos ainda disponibilizam essa modalidade de empréstimo consignado, mesmo que esta lei já tenha entrado em vigor. 

A Caixa Econômica já está trabalhando com esse benefício, ele segue as mesmas regras do empréstimo consignado e precisa seguir mais alguns requisitos: 

  • O empregador precisa ter convênio ativo com o banco; 
  • Margem de saldo disponível na conta; 
  • Receber o salário em uma conta corrente da Caixa; 
  • Estar registrado na empresa por pelo menos 12 meses; 
  • O valor do empréstimo tem que ser 10% do valor disponível no saldo do FGTS; 
  • A margem para empréstimo é de até 30% do salário. 

O prazo aplicado para o pagamento das parcelas chega até 48 meses e o teto máximo de juros é de 3,5% de juros mensais. 

Como solicitar o empréstimo? 

O primeiro passo para fazer a solicitação para o empréstimo é saber se a empresa que você trabalha possui convênio com a Caixa Econômica Federal. 

Caso a resposta seja positiva, basta ir a uma Agência, para os clientes que possuem conta corrente a solicitação também pode ser feita através do Internet Banking ou em um terminal eletrônico de autoatendimento. 

Contudo, para os trabalhadores que não são clientes, é preciso ir à instituição para que seja feito uma análise de crédito. 

Aproveite e saiba como pedir um cartão de crédito da Caixa mesmo que você esteja negativado clicando aqui

Compartilhe:

Posts Relacionados