Governo vai liberar auxílio emergencial retroativo de até RS 2.400

Anúncios

De acordo com o Ministério da Cidadania, o governo irá realizar o repasse das parcelas da extensão do auxílio emergencial 2020 para mais de 34 mil beneficiários.

As liberações são resultantes de um pedido realizado pelo Conselho Nacional da Justiça (CNJ) e a Defensoria Pública da União (DPU), que tem como objetivo diminuir os processos judiciais relacionados ao programa.

Para os pagamentos retroativos do auxílio emergencial, serão investidos R$ 46,07 milhões. A extensão do programa, acontecida entre setembro e dezembro do ano passado, creditou aos beneficiários parcelas de R$ 300,00 e R$ 600,00. Entretanto, muitas pessoas que antes recebiam ficaram sem essa renovação.

Anúncios

Segundo a nota divulgada pelo Ministério da Cidadania, brasileiros considerados elegíveis poderão receber até 4 parcelas de uma única vez. Eles poderão, inclusive, fazer o saque e transferir o dinheiro sem precisar aguardar qualquer tipo de prazo. O valor total pode chegar até R$ 2,4 mil.

“Os acordos com outras instituições públicas são fundamentais no atendimento a todos aqueles que têm direito ao Auxílio Emergencial, na transparência do processo e no combate a fraudes. A parceria com o CNJ e a DPU evita a judicialização, dando agilidade às concessões do benefício”, disse o ministro da Cidadania, João Roma.

Elegibilidade para 2021

A extensão do auxílio emergencial em 2021 era voltada para os trabalhadores de famílias que já estavam recebendo as 5 parcelas anteriores e que continuam elegíveis de acordo com as regras determinadas pela Medida Provisória nº 1.000, divulgada em 2 de setembro de 2020.

Além de receber o retroativo referente a extensão, os mais de 34 mil contemplados terão os dados processados para verificar se possuem elegibilidade para o auxílio de 2021.

Compartilhe:

Posts Relacionados