Caixa informa prorrogação de dívidas de 90 a 180 dias

Anúncios

Como mais uma das medidas para conter os efeitos da pandemia do coronavírus na economia do Brasil, a Caixa anunciou a prorrogação de dívidas

Dessa maneira, o banco informou que vai fazer uma pausa nos pagamentos das prestações de financiamento de imóvel, bem como nos contratos de financiamento imobiliário.

Prorrogação por 90 dias – Financiamento de imóvel

Quem tiver um financiamento de imóvel com a Caixa Econômica Federal poderá pedir a prorrogação emergencial por 90 dias, ou seja, três meses.

Anúncios

De acordo com as informações dadas pelo banco, não poderá fazer esse pedido quem está com duas prestações em atraso ou utiliza o FGTS para fazer o pagamento de parte da prestação.

Com relação a solicitação, ela pode ocorrer através do número 0800 726 8068, basta informar o CPF.

Além disso, o pedido também pode ser feito pelo aplicativo:

  • Baixe o app “Habitação Caixa”, disponível para IOS e Android;
  • Clique em “solicitar pausa”;
  • Caso tenha cadastro, informe o CPF e senha. Se não tiver o cadastro, é só realizá-lo clicando em “cadastre-se”;
  • Informe o número de celular e digite o código que foi enviado por SMS;
  • Por fim, clique em “Solicitar pausa” e será gerado um número de protocolo.

Além disso, a Caixa enviará um SMS com as demais informações referentes a sua solicitação.

Prorrogação por 180 dias – Financiamento imobiliário

Os contratos de financiamento que forem fechados a partir de segunda-feira (13 de abril) terão carência de 180 dias para o pagamento, ou seja, seis meses.

Sendo assim, durante esse tempo, as pessoas físicas não vão precisar fazer o pagamento das prestações.

Para os contratos imobiliários de antes das pessoas físicas, o prazo que vai permanecer é o de 90 dias, ou seja, três meses. Porém, esse prazo pode ser prorrogado caso a situação se agrave.

“Há um compromisso nosso que, se houver uma crise mais forte, nós avaliaremos estender para quatro meses [o prazo de suspensão de pagamento]”, declarou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Para ter direito aos 180 dias, o cliente deve buscar o banco e fazer o pedido a suspensão.

O recomendado, de maneira geral, é que se faça o uso dos canais digitais para essa solicitação, como é o caso do app “Habitação Caixa”.

Além disso, os telefones 0800 726 0505 e 3004 1105 também estão disponíveis para esse pedido. Para renegociação de contratos, o cliente deve entrar em contato pelo número 0800 726 8068.

Medidas anunciadas para Pessoas Físicas

  • Clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso podem escolher pelo pagamento parcial da prestação do financiamento, no prazo de 90 dias;
  • Aos clientes que tem o financiamento da da Caixa (construção individual), será permitida a liberação antecipada de até duas parcelas, sem que haja vistoria;
  • Renegociação de contratos com clientes em atraso entre 61 e 180 dias, permitindo pausa ou pagamento parcial das prestações;
  • Pausa de 90 dias no financiamento habitacional, para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso, incluindo os contratos em obra.

Medidas para empresas

  • Antecipação de até 20% dos recursos do Financiamento à Produção de empreendimentos para obras a iniciar;
  • Antecipação da liberação dos recursos correspondentes a 3 meses, limitado a 10% do custo financiado, para obras em andamento e sem atrasos no cronograma;
  • Liberação de recursos de financiamento à produção não utilizada pela empresa nos meses anteriores, limitado a 10% do custo financiado;
  • Pausa no financiamento à produção de 90 dias, para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso;
  • Inclusão ou prorrogação de carência por até 180 dia para os projetos com obras concluídas e em fase de amortização;
  • Possibilidade de prorrogação do início das obras por até 180 dias;
  • Admitir a reformulação do cronograma de obra, nos casos de contingências na execução por questões decorrentes da pandemia.
Compartilhe:

Posts Relacionados