Anúncios

O que é o empréstimo com agiota e seus riscos

Anúncios

Emergências acontecem e, em alguns momentos, justo quando estamos sem dinheiro. Nessas horas, muitas pessoas ficam desesperadas e acabam recorrendo a alternativas arriscadas para fugir do sufoco, como fazer empréstimo com agiota.

Anúncios

No começo, parece um bom negócio, porém, é preciso tomar cuidado. 

Diferente das instituições financeiras, que possuem regras, garantias e legais, o empréstimo com agiota é uma prática ilegal e traz riscos. 

Ao solicitar empréstimo com agiota, o capital não é declarado e não é possível saber a origem do dinheiro pego. Além disso, a organização não é legalizada. Ou seja, negociar com um agiota é visto como um crime perante a lei. 

Anúncios

Tendo em vista a possibilidade de evitar o empréstimo com agiota, iremos destacar os principais motivos para fugir dessa situação. Além de mostrar alternativas seguras e podem ajudar tanto na sua saúde financeira quanto na sua. Continue a ler o artigo. 

Aqui você vai encontrar:

Anúncios

  • O que é um agiota?
  • Como funciona o empréstimo com agiota?
  • Riscos de fazer um empréstimo com agiota?

Mas afinal, o que é um agiota? 

Agiota é uma pessoa que oferece empréstimo sem uma empresa legalizada. Ele não segue as regras de empréstimo de dinheiro impostas para as instituições financeiras. Então está cometendo um crime. 

Por não estar dentro da lei, os agiotas fazem ofertas tentadoras, como dinheiro rápido e em espécie sem a necessidade de comprovação de renda, documentos ou contrato legal. 

Anúncios

Entretanto, essas facilidades vêm ao custo de uma série de imprevistos que podem acontecer ao solicitante. Afinal, não existem regras, garantias ou seguranças. 

Geralmente são alvos de agiotas, pessoas que estão passando por dificuldades e precisam de determinada quantia com urgência. Por muitas delas estarem inadimplentes, essas pessoas não conseguem recorrer a um banco tradicional, devido ao fato de a maioria não conceder empréstimo para pessoas com nome sujo. 

Como funciona o empréstimo com agiota? 

Embora muito presente em todo o país, a agiotagem é uma prática que os órgãos públicos tentam combater por dois motivos. Um deles, como já mencionamos, é uma prática considerada criminosa. 

Anúncios

A segunda é relacionada a própria segurança do cidadão que solicita o dinheiro emprestado, tendo em vista que existem muitas suspeitas a respeito até mesmo da origem do dinheiro. 

Anúncios

O empréstimo com agiota ainda é muito popular por conta da ausência de burocracias, como apontamos anteriormente.

Assim, pessoas endividadas que não veem uma saída a curto prazo para a situação financeira que está vivendo, e acaba se rendendo a tentação do agiota. 

A tentação, popularmente consiste em etapas muito bem esclarecidas: 

  • O agiota aborda ou é abordado pelo indivíduo que precisa de dinheiro rápido e fácil;
  • A negociação é feita, e nela, o agiota aponta os juros do empréstimo que podem variar conforme seus interesses. Assim como a cobrança de juros mensais. 

Vamos exemplificar para ficar mais claro. Imagine que uma pessoa empresta R$1.000 de um agiota, se os juros forem de 10% ao mês, enquanto ela não quitar o débito, a dívida vai de R$1.000 para R$1.100, em 30 dias, para R$ 1.210 no segundo mês e assim por diante. 

Anúncios

Por isso, ainda haja um alívio relacionado a dívida anterior quase de imediato, a pessoa que solicitou o empréstimo pode ter problemas em quitar o novo débito e ter uma dor de cabeça ainda maior. 

Riscos de fazer um empréstimo com um agiota 

Vamos falar novamente dos juros abusivos praticados. Se você acredita que os juros do cheque especial são altos, você ainda não teve conhecimento como funciona com os agiotas. 

Porém, além disso, esse não é o único problema que recorrer ao empréstimo com agiota traz. Confira. 

Anúncios

Prática ilegal 

A agiotagem é ilegal no país, visto que pessoas enriquecem ilicitamente à custa de outras pessoas — além da cobrança de juros ser muitas das vezes, acima do que é permitido pela lei. 

O empréstimo com agiota é visto como um crime voltado à economia popular. Com uma pena prevista para os criminosos em regime de reclusão entre 6 meses e 2 anos. 

As operações não são reconhecidas pelo Banco Central, com isso, a prática segue na contramão do que é autorizado pelo Sistema Financeiro Nacional. Essa infração prevê uma pena também em regime de reclusão que varia entre 2 e 8 anos, além da aplicação de multa. 

Juros elevados 

Anteriormente, demos o exemplo com juros mensais de 10% da quantia solicitada, mas quanto ficaria essa dívida caso o agiota cobrasse um valor ainda maior? Vamos exemplificar com juros de 40% do valor.

Em um só mês, considerando um empréstimo com agiota no valor de R$1.000, essa dívida pularia para R$1.400. 

Mesmo que os empréstimos em instituições bancárias tradicionais tenham os seus juros elevados, como o cheque especial, eles estão previstos em lei e não se comparam aos praticados pelos agiotas. 

Anúncios

Ausência de regras e garantias 

Por ser uma prática ilegal, quais são as garantias ou seguranças que o solicitando tem ao fazer um empréstimo com agiota? Nenhuma. Sim, nenhuma. 

Não existe um contrato legal para a atividade, muito menos regulamentações ou órgãos para recorrer. 

A pessoa endividada que já está em um dilema financeiro, pode ter a saúde física potencialmente abalada, devido à relação entre saúde e estresse. 

Cobranças: 

Um dos maiores riscos em solicitar um empréstimo com agiota é no atraso do pagamento. 

A inadimplência não é só vista como um problema financeiro, mas com uma grande preocupação em relação à integridade física da pessoa que solicitou o empréstimo. 

Afinal, geralmente, os agiotas utilizam meios de extorsão que podem fazer a pessoa a cometer loucuras e crimes, apenas para quitar o débito, uma vez que ela passa a temer pela própria integridade física e de sua família.

Anúncios

Pois, em muitos dos casos, se o inadimplente não pagar o débito, os familiares podem ser obrigados pelo agiota a pagar. 

Por ser uma prática criminosa, não há como recorrer aos órgãos públicos, nem mesmo a polícia, o que dificulta ainda mais a conclusão do problema. 

Como quitar as dívidas sem precisar recorrer ao empréstimo com agiota? 

Existem diferentes maneiras de obter crédito fácil, de maneira segura e dentro da lei. 

Embora tenham mais burocracias e condições limitantes, diferente dos agiotas, são soluções muitos mais seguras para sair das dívidas. 

Separamos algumas possibilidades que podem servir para espantar as dívidas: 

  • Empréstimo pessoal online, uma forma de empréstimo fácil, rápida e simples; 
  • Empréstimo consignado, onde as parcelas de crédito são debitadas, gradualmente, direto da folha de pagamento do profissional, ou do benefício previdenciário; 
  • Empréstimos com garantia, que costumam ter uma taxa de juros menor. 


Caso não seja possível nenhuma das alternativas, revise suas contas e corte gastos. Em alguns casos, pode ser necessário vender algum bem para ajudar.

Anúncios

E se mesmo assim não for suficiente, tente fazer uma renda extra. 

O mais importante de tudo, se proteja. Existem decisões que não valem o risco. Em momentos de crise, revise suas atitudes. 

Gostou do conteúdo?

Aproveite para ler também Empréstimo Magazine Luiza oferece até R$ 31 mil

0

Valor Notícias
Logo
Shopping cart